11/29/2006

Blogs na Educação


Acredito que cada vez mais os educadores irão perceber,valorizar e utilizar o pontencial pedagógico do blog. Além de proporcionar bons momentos de diversão para professores e alunos, os blogs são de fácil utilização e falam a linguagem dos jovens.Podem ser utilizados por professores como complemento ao ensino de todas as matérias, do ensino infantil ao superior através da produção de textos, narrativas, poemas, análise de obras literárias, opinião sobre atualidades, relatórios de visitas e excursões de estudos,publicação de fotos, desenhos e vídeos produzidos por alunos, tudo dependendo da imaginação do educador ao propor as atividades promovendo o desenvolvimento cognitivo , estimulando o desenvolvimento da expressão e desenvolvimento social dos alunos,além de possibilitar a aprendizagem através de ações construtivas ,adotando a idéia da aprendizagem como uma atividade para a vida toda.
Outro ponto fundamental no blog é que os alunos ao publicarem seus blogs se sentem orgulhosos e querem realizar bons trabalhos que sejam acessados e valorizados pelos outros colegas.
Assim, os educadores devem , dentro da realidade escolar, inserir e estimular cadas vez mais a utilização do blog na educaçação.

11/21/2006

Análise de Sites Educacionais



Análise dos Sites Indicados

http://www.redescola.com.br/kids/
Portal bem interessante e completo, com ferramentas que podem ser utilizadas em todas as áreas de ensino. Ambiente amigável e de fácil navegabilidade para as crianças e indicado para as séries iniciais.


http://www.labvirt.futuro.usp.br/indice.asp
Portal sobre Física e Química voltado para alunos do ensino médio .Link interessantes e que com certeza despertam interesse sobre os assuntos. Através do site ainda é possível acessar projetos educacionais.

http://www.portalkids.org.br/
Este portal é dedicado a crianças, jovens, pais e educadores e contém informações sobre abusos e violações de direitos da infância e juventude .Site conta com o apoio de várias instituições sociais.

http://www.cinted.ufrgs.br/CESTA/
Ambiente bem interessante, desenvolvida pela UFRGS, com objetos educacionais de diversas áreas.

http://www.canalkids.com.br/portal/index.php
Ambiente voltado para crianças a partir do ensino médio. Ambiente gráfico muito interessante.

http://rived.proinfo.mec.gov.br/
Site governamental que permite a pesquisa de atividades nas diversas áreas de conhecimento.


Análise de Jogos

Geografia


América latina - Jogo de montar peças
http://www.redescola.com.br/kids/
Jogo muito interessante , onde o aluno simulando um quebra-cabeça virtual arrasta as peças( que representam os países da América Latina) até o local onde se encaixam. Podendo ser utilizado no ensino médio. Seu principal problema é que as regras e descrições são em inglês o que torna sua interface pouco amigável.



Ensina Brasil (Estados e Municípios)
http://www.canalkids.com.br/portal/ensina/index.htm
Aqui os alunos podem explorar todas os estados ( representados pelas estrelas que se encontram na bandeira do Brasil. Ao clicar nas estrelas são abertas novas telas com informações sobre o estado selecionado. Pode ser utilizado no ensino médio.Com uma interface bem amigável e conteúdo bem completo.



Ciências



O Ciclo da água
http://www.canalkids.com.br/portal/multimidia/index.htm

Aqui encontram-se vários textos referentes a água e ao meio ambiente. Na página é possível conhecer o ciclo da água através de uma animação .O conteúdo dos textos é bem completo e aplicável das séries iniciais ao ensino médio.


Jogo da memória água
http://www.redescola.com.br/software/uacpr062/uacpr062.swf

Jogo da memória com figuras relacionadas ao tema água. Bem interessante para trabalhar com séries iniciais, com ambiente gráfico muito bem desenvolvido.


Língua Portuguesa


Bomba relógio
http://www.canalkids.com.br/diversao/jogos/
Jogo bem interessante e interativo onde as crianças devem completar frases com as palavras corretas a partir de dicas destas palavras. Há várias fases e para cada uma delas um tempo pré-determinado para realizar as tarefas antes que a bomba exploda. Pode ser utilizado nas séries iniciais do ensino fundamental.



Charadinha
http://www.redescola.com.br/software/uapf1084/uapf1084.swf
Bem educativo, o jogo propõe charadas para serem decifradas que podem ser apenas palavras ou frases completas. Ambiente bem amigável e de fácil interação para ser usada também nas séries do ensino iniciais.


História



Cidades históricas
http://www.redescola.com.br/software/uahf1049/uahf1049.swf
Muito bem desenvolvido este jogo de palavras cruzadas com nomes de cidades históricas brasileiras. Pode ser utilizado para séries do ensino fundamental e médio.



Copa do Mundo
http://www.redescola.com.br/kids/

Jogo da memórias com as bandeiras de vários países. Bem interessante para crianças do ensino fundamental e médio desperta a concentração , raciocínio e ainda pode ser utilizado para trabalhar história.


Matemática


Cruzadinha de matemática
http://www.redescola.com.br/software/uamf4015/uamf4015.swf
Jogo muito didático onde são mostradas várias expressões matemáticas e os alunos deverão após resolverem estas expressões preencherem as lacunas com o resultado por extenso. Pode ser utilizada nos séries do ensino médio e fundamental e com certeza desperta o raciocínio lógico, ensina matemática e , trabalha questões do português ( sintaxe) .


Jogo da adição
http://www.redescola.com.br/kids/
Jogo amigável e voltado para crianças do ensino fundamental para os primeiros estudos da adição. Ambiente que desperta curiosidade e pode ser amplamente explorado pelos alunos.



Site indicado por mim

http://www.klickeducacao.com.br/2006/frontdoor/0,5884,POR,00.html

Portal sobre educação, jovens e atualidades. Nele se encontram muitas atividades para serem aplicadas em várias áreas de estudo , desde o ensino fundamental ao ensino médio. Bem completo o portal ainda possui vários links para outros portais interessantes. Vale a pena conferir este portal e explorar tudo o que nele se encontra. Biblioteca virtual com material riquíssimo em informações e dividido por áreas do ensino, além de aulas virtuais sobre diversos conteúdos tudo em um ambiente amigável e de fácil navegabilidade. Pode-se encontrar também vários links direcionados aos professores com matérias sobre educação.
Contém conteúdo variado inclusive sobre vestibular, educação sexual e religiosa e atualidade que com certeza despertará curiosidade e interesse nos alunos.



Análise dos sites e portais


Muitos foram os sites e portais sobre educação que acessei durante a pesquisa e acredito que todos tem pontos positivos a serem considerados.
O melhor site ou portal depende do conteúdo e disciplina que se pretende trabalhar, por isso é necessário que sempre nos mantenhamos atualizados e verificando as novidades de cada um dos sites analisados e indicados. Para professores que trabalham com o ensino fundamental e das séries iniciais acredito que o portal http://www.redescola.com.br/kids/ seja um dos melhores para ser explorados visto que possui jogos educativos em diversas áreas e muitos com a possibilidade de se escolher o nível de dificuldade
Já para professores do ensino médio, indico o portal do conhecimento http://www.klickeducacao.com.br/2006/frontdoor/0,5884,POR,00.html com conteúdo completo e abrangente atenderá com certeza todas as necessidades dos alunos nesta etapa inclusive com dicas para o vestibular , atividades multimídia , jogos, ferramentas e material complementar que permitem que o professor desenvolva várias atividades que tornem o processo ensino-aprendizagem mais prazeroso e produtivo utilizando a informática como apoio e meio para a construção do conhecimento mais completo.

11/20/2006

Blogs na Educação

O uso das novas ferramentas tecnológicas online deve ter sempre em conta as limitações e potencialidades destas, para que de fato exista uma mais valia na sua aplicação. Os blogs à semelhança de outras ferramentas têm vantagens e desvantagens.
Podem ser criados e geridos por professores (individualmente ou em grupo), por alunos (individualmente, por grupos de trabalho, ou por turmas) e até simultaneamente por professores e os seus alunos. O público-alvo de um blog destes poderá ser professores, alunos, pais, comunidade educativa em geral, e pode até não ter um público-alvo específico. De qualquer forma o conteúdo fica acessível a todos os que visitem o blog.
Muitos são os usos dos blogs em Educação, tais como:
Apresentação das várias etapas de um projeto educativo de um ou mais professores;
Preparação de encontros em Educação;
Reflexão em torno de temas educativos;
Apresentação de projetos/trabalhos realizados por alunos (em grupo ou individualmente);
Criação de um jornal escolar online;
Divulgação das atividades de um clube de escola;
Apoio a um disciplina.

A própria linguagem dos blogs, que permite a socialização por meio de comentários, faz com que os estudantes se sintam motivados a inovar com mais liberdade que nos meios tradicionais.
Na sala de aula, serve para registrar os conhecimentos adquiridos pela turma durante os projetos de estudo, sendo possível enriquecer os relatos com links, fotos, ilustrações e sons. Fazendo blogs cria-se o hábito de registro e se divulgam boas iniciativas. São ótimas estratégias para dar a palavra aos educandos e desenvolver a sua criatividade, além de abrir novos canais de comunicação entre alunos e professor, incentivando, com isso, o convívio e a aprendizagem das tecnologias envolvidas.
No meu ponto de vista a possibilidade da criação coletiva e a aproximação de alunos e professores são as principais contribuições que os blogs podem trazer para o processo de ensino e aprendizagem, por serem aplicativos fáceis de usar que promovem o exercício da expressão criadora, do diálogo entre textos e da colaboração. Eles possuem historicidade, preservam a construção e são publicações dinâmicas que favorecem a formação de redes.

11/11/2006

As Visões Céticas e Otimistas da Informática em Educação




Visão Cética

Se as escolas não tem carteiras, giz nem merenda e o professor ganha uma miséria, como falar em computador?
Ora, se as escolas chegaram a este ponto, não foi por causa de gastos com equipamentos, sejam eles de informática ou não. O fato é que se elas não se modernizarem, acentuarão o hiato existente entre a "idade" dos métodos de ensino e a "idade" de seus alunos. Ou seja, elas continuarão no século 18, enquanto os alunos vivem no século 21.
Os céticos também argumentam que haveria uma desumanização com o uso da máquina, com a eliminação do contato entre o aluno e o professor.
Mais uma vez, encontramos um argumento frágil contra o uso da informática. O aluno de fato somente irá prescindir do contato com o professor se este se restringir (como classicamente o faz) a transmitir informações e conhecimentos. Os céticos, por sinal, estão presos a este modelo instrucionista e temem, portanto, a perda do papel tradicional do professor.
Não se pretende, tampouco, que um aluno permaneça 10 ou 12 horas diante de um computador. Portanto, a desumanização informática tem a mesma probabilidade de ocorrer como em qualquer uso exagerado de aparatos tecnológicos, como televisão, música etc.

Visão Otimista

Como o otimismo é gerado por razões pouco fundamentadas, é provável que ele venha acompanhado de grandes frustrações:
modismo: outros países e escolas já dispõem dos equipamentos. Isso causa erros no sistema educacional. É preciso critério, senso crítico. As soluções não devem ser meramente copiadas;
o computador fará parte de nossa vida e a escola deve lidar com essa tecnologia. Muitas escolas introduzem o computador como disciplina curricular, dissociada de sua utilização em outras perspectivas e disciplinas. Usamos o telefone sem necessariamente sabermos princípios de telefonia.
o computador é um meio didático. De fato, ele apresenta facilidade para simular fenômenos e animação. No entanto, esse enfoque leva a uma sub-utilização como ferramenta de aprendizagem.

Conceitos



"A utilização de ferramentas que não substituem o método atual, mas, sim, auxiliam o desenvolvimento das atividades educacionais através do intercâmbio de informações e do estímulo à consciência crítica, de forma mais ágil, concreta e agradável para o aluno, em que o conhecimento não é mais unidirecional, somente do professor, mas vem de várias direções entre os próprios alunos.”


Ensino de Informática --> o computador é objeto de estudo.

Informática na Educação --> significa aprender com o apoio do computador.
Saber explorar as potencialidades do computador e saber criar ambientes que enfatizem a aprendizagem.

Informática na Educação X Ensino de Informática


Breve visão histórica da informática na educação

No Brasil, como em outros países, o uso do computador na educação teve início com algumas experiências em universidades, no princípio da década de 70. Em 1971, foi realizado na Universidade Federal de São Carlos um seminário intensivo sobre o uso de computadores no ensino de Física, ministrado por E. Huggins, especialista da Universidade de Dartmouth, E.U.A. (Souza, 1983). Nesse mesmo ano, o Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras promoveu, no Rio de Janeiro, a Primeira Conferência Nacional de Tecnologia em Educação Aplicada ao Ensino Superior (I CONTECE). Durante essa Conferência, um grupo de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), acoplou, via modem, um terminal no Rio de Janeiro a um computador localizado no campus da USP (Souza, 1983).
Na UFRJ, em 1973, o Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde e o Centro Latino-Americano de Tecnologia Educacional (NUTES/CLATES) usou software de simulação no ensino de Química. Na UFRGS, nesse mesmo ano, realizaram-se algumas experiências, usando simulação de fenômenos de Física com alunos de graduação. O Centro de Processamento de Dados desenvolveu o software SISCAI para avaliação de alunos de pós-graduação em Educação. Em 1982, o SISCAI foi traduzido para os microcomputadores de 8 bits como CAIMI, funcionando como um sistema CAI e foi utilizado no ensino do 2º grau pelo grupo de pesquisa da Faculdade de Educação (FACED), liderado pela Profa. Lucila Santarosa